Susana Carvalho, CEO da J.Walter Thompson, deu as boas-vindas e abordou o outro lado, o mais oculto, da deficiência. A comunicação é fundamental e deve contribuir para a inclusão e para o envolvimento das pessoas.

 

 

 

Margarida Couto, Presidente do GRACE em representação da Vieira de Almeida & Associados, agradeceu ao anfitrião bem como à Sair da Casca pelo apoio na iniciativa e recordou a entrada em vigor da lei que impõe quotas de emprego para pessoas com deficiência, realçando que o tema é demasiado relevante para a sociedade. As empresas têm de se antecipar e preparar a sua implementação, apesar do período de adaptação previsto.

  

 

 

Seguidamente, Patrícia Simões apresentou a missão e atividades que o INR – Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. desenvolve junto das empresas e deixou dicas para promover a integração de pessoas com deficiência.

 

 

 

Leonardo Conceição do IEFP- Instituto do Emprego e Formação Profissional deu um novo olhar sobre deficiência e incapacidade, incentivando as empresas a candidatarem-se à “Marca Entidade Empregadora”. Fez também um enquadramento da Lei 4/2009 que estabelece o sistema de Quotas de Emprego para Pessoas com Deficiência e deu a conhecer medidas e apoios que aquele organismo disponibiliza a entidades empregadoras.

 

 

 

A mesa redonda, subordinada ao tema “Empregadores e Entidades Formadoras de Pessoas com Deficiência, foi moderada por Mariana Ribeiro Ferreira, Vice-presidente do GRACE em representação da José de Mello Saúde, e contou com as participações de Salomé Barreira, do Associado El Corte Inglés, empresa com Marca Entidade Empregadora Inclusiva, Sara Pestana da OED – Operação de Emprego para Pessoas com Deficiência, Patrícia de Sousa, da APSA – Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger, Ester Rosa da Associação Salvador e Catarina Bento da BIPP Semear.

 

A iniciativa terminou com o já habitual e animado café e cruzar de ideias.

 

Apresentação disponível na área reservada a Associados.