Margarida Couto, do associado VdA, tomou ontem posse como Presidente do GRACE, sucedendo assim a Paula Guimarães que ocupou o cargo de 2013 a 2017, em representação da Fundação Montepio. A Vice-Presidência é assegurada por Domingas Carvalhosa, da Lift World, e Luís Roberto, da Fundação BP, que transitam do mandato anterior. A eleição dos novos Órgãos Sociais teve lugar no passado dia 22 de Novembro.

 

Assim, mantêm-se na Direção do GRACE, como vogais, a Fundação Manuel António da Mota, representada por Rui Pedroto e a Resiquímica, representada por Paula Miranda. Integram a nova Direção a Accenture, representada por Patrícia Antunes, a Caixa Geral de Depósitos representada por Paula Viegas, a Fundação EDP, representada por Sandro Fonseca, a José de Mello Saúde, representada por Mariana Ribeiro Ferreira, a Lipor, representada por Fernando Leite e a Sair da Casca, representada por Nathalie Ballan.

 

No âmbito da Assembleia Geral, António Brandão de Vasconcelos assume a Presidência da Assembleia Geral, em representação da Everis Portugal, tendo como secretários a Essilor, representada por Filomena Esteves de Carvalho, e a Universidade Europeia, representada por Susana Martins. A Presidência do Conselho Fiscal é entregue à Secil, representada por Nuno Maia, tendo como vogais a L’Oréal, representada por Ana Martines e o Super Bock Group, representada por Inês Mesquita.

 

“É com enorme orgulho e sentido de responsabilidade que, assumo a direção do GRACE em nome e da VdA, na esperança de corresponder às expectativas de todos e retribuir este voto de confiança que os associados entenderam dar à VdA. Ao iniciar este novo ciclo, queremos assegurar a mesma vontade, o mesmo empenho da anterior Presidência e uma reforçada capacidade para crescer, melhorar e aprender. Neste novo mandato, é nosso objetivo aprofundar a missão do GRACE, implementar as Linhas de Orientação Estratégica; dar continuidade aos projetos-bandeira, consolidar e ampliar a massa associativa, atualizar práticas e antecipar as tendências de evolução no âmbito da responsabilidade social corporativa e da sustentabilidade”, refere Margarida Couto, Presidente do GRACE.